CONSIDERAÇÕES SOBRE   EDUCAÇÃO

19 de setembro de 2017

Sou tímido, e agora?

Postado em Educação | Tags:, | Deixe seu comentário (0 comentários)

quinoSegundo Jennifer B. Kahnweiler,  autora de O poder dos Tímidos, cinquenta por cento da população é constituída por tímidos/ introvertidos. Os tímidos nascem bons ouvintes e mais engajados em ouvir e processar ideias, fato que lhes concede uma vantagem num mundo onde pouco se escuta e muito se fala. Além disso, o tímido naturalmente observa mais as relações e a linguagem corporal, captando assim os sutis sinais indicadores dos sentimentos profundos alheios. Este conhecimento pode transformar-se num instrumento importante para influenciar pessoas

Todas estas habilidades são inatas aos tímidos e eles devem fazer bom uso delas. Enquanto o extrovertido precisa dedicar-se muito para despertar e aplicar esta escuta atenta, o introvertido   age assim sem dificuldade, abrindo um canal de comunicação mais abrangente e seguro.

Entretanto, há algumas áreas da personalidade do introvertido que oferecem espaço para melhorias. Obter credibilidade é um processo que exige uma ação intencional e a longo prazo. Por isso, o tímido precisa vencer a tendência a manter-se sozinho o tempo todo, embora alguns momentos de ostracismo sejam benéficos. Os tímidos precisam desses momentos de solidão para produzir, ser criativo, desenvolver e gerar propostas inovadoras e certeiras. Todavia, precisa abrir-se para o outro também.

Para construir conexões, uma dica é dar informações sobre si mesmo e, para aprimorar a comunicação, é interessante ser o que autor chama de caixa de ressonância que engloba alguns aspectos:

  • Apenas esteja lá, ou seja, permita que a pessoa coloque sua história na pauta, e leia o que não é dito através da linguagem corporal (vá além das palavras);
  • Valide a posição e sentimentos da pessoa;
  • Sintetize o que ouviu, parafraseie;
  •  Agregue valor;
  • Uso o nome das pessoas ao conversar.

Trabalhe esses pontos e transforme o que parecia ser uma desvantagem da personalidade em ponto forte!

Um oferecimento:

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)

 

 



13 de setembro de 2017

Empregado ou empregável?

Postado em Educação | Tags:, , , | Deixe seu comentário (0 comentários)

diplomaEstar empregado, especialmente em um período de crise como esse que atravessamos no Brasil  é  um sonho a perseguir;  contudo,  manter o nível de empregabilidade é essencial em qualquer tempo.

Resta a questão: como?

Inicialmente, saber inglês deixou de ser um plus em seu currículo, uma vez que as empresas esperam inglês  fluente e uma segunda língua pelo menos em nível intermediário.

Se ter uma faculdade era um super ponto no CV, hoje em dia a pós-graduação ou MBA é mandatório.

Além dos títulos, demonstrar interesse por estudar é essencial e você pode comprovar isso facilmente por meio de presença em seminários ou certificações em cursos recentes.

Em época de dificuldades financeiras, há inúmeros cursos online oferecidos por renomadas universidades que podem ser úteis. Aproveite o tempo disponível para se qualificar mais. Sorte não existe. O que existe é a perfeita sintonia no axioma: qualificação, habilidade, preparo e oportunidade.

Voltando ao tema das línguas estrangeiras, um intercâmbio conta muitos pontos; portanto, não hesite em aproveitar suas férias para estudar.

Um oferecimento:

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)



29 de agosto de 2017

Desemprego e desmotivação

Postado em Educação | Tags:, | Deixe seu comentário (0 comentários)

WhatsApp Image 2017-08-29 at 11.22.46 AMHeloisa ( nome fictício) se olha no espelho e pensa:

- Tenho duas opções aceitar o papel de vítima e ficar chorando em depressão numa cama ou encarar os fatos e começar a lutar.

Diante deste quadro, com muita lentidão e dificuldade, Heloísa, venceu toda a inércia que a deixava na cama, levantou-se e saiu à luta.

Assim, como Heloísa, muitos outros desempregados estão perdidos e desesperados percebendo que os dias passam e o quadro só piora.

Jennifer B. Kahnweiler, autora do livro A Força dos Quietos, descreve o resultado de seu trabalho com grupos de profissionais durante vários períodos de recessão e atesta que quando candidatos a emprego passam muito tempo diante do computador enviando currículos, perdem a motivação. Porém,  quando oferecem seus serviços como voluntários a ouras pessoas ou instituições e ONGs, a tristeza diminui pois o foco sai dos próprios problemas e renova a energia. Dispor de muito tempo para pensar nos problemas, segundo a autora é altamente desmotivador.

Ao contrário, abrindo-se para o mundo além de fazer um novo network, as possibilidades de obter uma colocação são aceleradas. O ócio em excesso drena a energia. Por tudo isso,  aquela sabedoria de que fazendo o bem, recebemos o bem, ainda é a saída.

Fonte: A Força dos Quietos. Kahnweiler, editora Gente, p.79,2013

Um oferecimento:

13533149_644975215658366_2778536392180812865_n

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)



27 de agosto de 2017

5 dicas rápidas para vencer na entrevista para estágio:

Postado em Educação | Tags:, | Deixe seu comentário (0 comentários)

bíceps

Às vezes, deslizes básicos derrubam um candidato, especialmente neste momento de crise econômica, por isso:

  1. 1.       Seja pontual  - faça como os franceses: chegue cedo, passe numa padaria próxima e só entre quando faltar 20 minutos para o agendamento. Chegar muito cedo poderá te deixar ansioso ou incomodar os entrevistadores e atrasado – nem pensar!
  2. 2.       Medite – aproveite os momentos na padaria para rever seu currículo e pontos que devem ser enfatizados. Mentalmente, faça a entrevista visualizando calma e sucesso.
  3. 3.       Vestimenta – lembre-se, limpas e bem profissionais.
  4. 4.       Autenticidade – não tente ser o que não é.
  5. 5.       Brilho nos olhos –  demonstre interesse, alegria e positividade em sua visão de vida.

Um oferecimento:

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)



21 de agosto de 2017

O mundo é dos extrovertidos, certo?

Postado em Educação, Pedacinhos de mim | Tags:, , , | Deixe seu comentário (0 comentários)

extrovertido

Nem tudo são flores no reino  dos extrovertidos.

O que fazer quando aquilo que consideramos ser nossa melhor aptidão ou qualidade, parece estar nos destruindo?

Sempre achei que gostar de pessoas era meu maior atributo. Como professora e posteriormente, como diretora de marketing, saber fazer amizades e manter um bom network são dons primordiais. Entretanto,o outro lado da moeda de uma pessoa   tão comunicativa , pode revelar  alguém que tem ideias criativas, vende-as bem, mas ,muitas vezes, não  consegue tirá-las do papel  ou,  que dá início a esses projetos, todavia não dá continuidade ao processo. As festas e eventos constantes são bons, mas impedem aquela parada para organizar e planejar, levando ao insucesso e muita frustração.

Após uma palestra com uma coach, comecei a buscar um rumo que me levasse ao sucesso e à satisfação pessoal e profissional. Daí, iniciar o processo de coaching, foi O passo primordial. A proposta parece simples. E, afinal é simples. Entretanto, exige comprometimento. Se não seguir as instruções e sugestões, o coach terá o mero papel de um címbalo que soa, badala,badala, muitas vezes incessantemente e nada acontece.

Fazer o coaching, foi fundamental para me direcionar e amparar no início deste novo ciclo que se anunciava. Todavia, fica a dica: “Ficar só no campo das ideias, não resolve”. Tem que levantar da cadeira literalmente ou não e seguir em frente. Os primeiros passos são acompanhados de dor, portanto a vontade de optar pela fuga parece bem atraente e convidativa, mas o resultado é comparado a chegar em primeiro lugar numa maratona internacional, nada explica ou define…tem que ser vivido.

A cada etapa vencida, a adrenalina e a sensação de missão cumprida impelem a busca por mais, sucessivamente, um novo passo é dado. As oportunidades surgem e o ânimo constitui-se como o melhor combustível.

Às vezes, as pessoas dizem que se conhecem bem; entretanto, é bom lembrar que somos seres em constante mutação; portanto, a jornada nunca termina. A diferença é que podemos aprender a dirigir e, consequentemente, traçar nossos próprios caminhos.

Olhando para trás, parece impossível acreditar o quanto evoluí. Não se trata de um jogo de Pokemon-go, mas é uma evolução maravilhosa. É possível amar estar com pessoas e ser organizada, capaz de planejar e seguir o esquema. Acredite: há um mundo imenso te esperando do lado de fora das pokebolas.  Para evoluir é necessário duelar. Ficar quietinho, não ajuda.  Vá com Determinação, Foco e, além disso, aconselho: Faça a lição de casa que a coach passa!!

Um oferecimento:

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)

 



17 de agosto de 2017

3 dicas para ser bem sucedido numa entrevista de emprego:

Postado em Educação | Tags:, , , | Deixe seu comentário (0 comentários)

14938293_1769400713333469_1307287574388745010_nComo ser bem sucedido numa entrevista de emprego?

Algumas dicas:

- Momento de silêncio: Mesmo que por pouco minutos, antes da entrevista reserve e programe-se para dedicar algum tempo ao silêncio. Estes instantes são cruciais para ajudá-lo a manter  o foco e dinamizam a criatividade e a eficiência de suas palavras e colocações. Repasse mentalmente a entrevista imaginando o que poderá ser perguntado, quais as suas habilidades e a sua qualificação. Respire lentamente praticando os movimentos de expiração e inspiração  conscientemente.

-Faça a lição de casa: Parece coisa de criança? Mas, não é. A lição de casa aqui, refere-se a estudar a empresa que está entrevistando você. Atualmente, é incabível que o candidato desconheça os produtos, serviços, localização das unidades, valores, missão e projetos. Visite o site e as redes sociais, experimente produtos e serviços. Como head Hunters, desclassificamos  imediatamente  quem não traz esse conhecimento na bagagem, pois este desconhecimento indica falta de empenho  e de vontade de estudar. Conclui-se que a pessoa faz uso das redes e plataformas da internet apenas para diversão. Além do descaso, soa como alguém que, ou não utiliza essas ferramentas – incompetência  inadmissível atualmente- ou ficará apenas nos bate-papos sem momentos de produção laboral concretos.

-Dress code: Pode parecer  “demodê”, como diria minha avó, porém importantíssimo. Ao visitar  o site e as redes sociais da empresa observe se usam uniforme, quem usa, quais as cores e se há um casual day. Além de vestir-se de acordo, tente usar, sutilmente, uma das cores da empresa. Este simples fato, poderá fazer com que você seja visto como parte do time. Por outro lado, fuja das cores da  outras empresas do mesmo ramo. Além de totalmente inadequado, pode parecer ofensivo e   te derrubar de cara.

Parecem detalhes; entretanto compõem a diferença entre ser selecionado ou excluído.

Um oferecimento:

 

11048654_386381421557484_1153647557018743645_n (1)



5 de agosto de 2017

O brinquedo esquecido

Postado em Educação | Tags:, , , , | Deixe seu comentário (0 comentários)

toy

Que delícia estar em férias! Tenho certeza que os brinquedos ficavam bem cansados na minha infância. Era um leva e traz, pega e solta o dia todo.  Pequenas xícaras ou xicrinhas, teapots, panelinhas, feijões crus e macarrão espalhavam-se pelo quintal correndo o sério risco de serem atropelados por uma bicicleta ou por uma criança correndo.  Vida bem dura! Quando o cair da noite se aproximava, e, no verão, isso acontecia bem mais tarde, começava a gritaria. Mães e avós ordenando que guardassem os brinquedos e crianças literalmente enrolando, porque sempre havia a necessidade de mais um pouquinho.  Com frequência anoitecia e ainda estavam catando brinquedos. Nesse ritual, algum brinquedo invariavelmente ficava esquecido no quintal em algum cantinho escuro. Provavelmente, fora chutado inadvertidamente por algum dos amiguinhos que correram pelo quintal.

Pobre brinquedo! Condenado a ficar a noite toda enfrentando a solidão e o sereno da noite. Na verdade, acho que o brinquedo até gostava. Podia gozar de momentos de solidão e filosofar por algumas horas. Ao amanhecer, as crianças voltavam, e todos os brinquedos voltavam a ser espalhados pelo quintal.  Recolhê-los era o problema, espalhá-los era parte da diversão.

Caminhando lentamente pelas ruas da cidade a caminho da praia, surpreende-me a total ausência de crianças nos quintais das casas. Passo uma após a outra, dia após dia em diferentes horários e não vejo crianças brincando, correndo, gritando. Não vejo nenhum brinquedo esquecido desde o dia anterior em algum ponto dos quintais e jardins. Os dias ensolarados colaborando para atividades ao ar livre e me questiono: Onde estão as crianças em férias?

Que pena! Nada contra shopping centers, parques, cinema, online games ou tabletes, mas procuro em cada casa, em cada quintal, um brinquedo esquecido pelas crianças que ali estiveram, evidências de momentos de diversão e alegria. Eu tinha dor nas pernas de tanto correr o dia todo, hoje as crianças sofrem de dor mas costas ou de tendinite pelo uso constante de equipamentos eletrônicos. Cada um com suas dores e suas histórias.



8 de maio de 2017

Filosofando no estudo do meio

Postado em Destaque, Educação | Tags:, , | Deixe seu comentário (0 comentários)

Acredito que escolas não devem fazer passeios ou excursões sem um objetivo bem definido e uma proposta pedagógica embasando a saída da escola. Mesmo com tudo isso, há sempre elementos surpresa que surgem onde menos se espera.

Ao acompanhar alunos e professores de ciências ao Aquário de São Paulo, deparamo-nos com um jacaré albino isolado dos outros. A monitora nos explicou que ele fica separado porque não pode pegar sol e como o teto do outro recinto é aberto, ele tem que ficar neste outro isolado, mas sem sol.

Fique um bom tempo admirando o jacaré e perguntava aos alunos que por ali passavam:

- Vocês não acham que ele se sente só?

-Será justo, só porque ele é diferente?

- Como você se sentiria?

-É um caso de bullying?

Fui fazendo essas perguntas para despertar nos alunos alguns sentimentos. Gradativamente, fui colocando-os no lugar do animal. E ajudando-os a pensar em como seria viver assim isolado. Deixei-os  pensando no assunto enquanto tiravam fotos.

De volta à escola, este foi  um tema a ser trabalhado na aula de redação. Foi aberta uma discussão sobre a questão da  solidão e da inclusão.  Fizemos uma transposição para nossa  vida  cotidiana para só depois apresentar a proposta da criação do texto. Os alunos poderiam criar uma fábula ou uma história  contada pelo jacaré albino na posição de narrador –personagem.

Um estudo do meio pode e deve transcender a disciplina e proporcionar a interdisciplinaridade gerando uma integração e muita construção de conhecimento.

Jacaré albino

Jacaré albino



12 de abril de 2017

13 porquês em família

Postado em Educação | Tags:, , , | Deixe seu comentário (0 comentários)

Ao invés de elencar as treze razões pelas quais você deve assistir  à série com seus filhos, reservo-me o direito de descrever o “ como” ao invés do porquê. Minha mãe foi criada pela tia na época em que as cartas eram a forma de comunicação utilizada. Minha mãe dizia que a tia lia todas as cartas que  ela, minha mãe, recebia,  porém não lia as que minha mãe enviava. Desta forma, ela sabia de tudo que se passava.

 Capa

Capa livro

Seguindo este princípio, porém de uma forma menos  invasiva, sugiro que assistam os 13 porquês junto com seus filhos e conversem sobre isso. Debatendo esses fatos, ouvindo os exemplos e as opiniões colocados, os pais poderão ter um panorama da vida na escola de seus filhos. Aconselho que vejam os fatos  pelo prisma da imaturidade e do excesso de hormônios típicos dessa faixa etária. Evitem banalizar com frases do tipo: “ Que bobagem!” “ Precisava de tudo isso?” Daniel Goleman recomenda em seu livro Inteligência emocional os seguintes passos para uma conversa:

  1. Ouvir
  2. Validar sentimentos sem julgar
  3. Demonstrar compreensão
  4. Propor ações

Em casos de bullying, a parceria escola-família é fundamental. Não recomendo a leitura nem a série antes do ensino médio, há cenas e questões muito fortes, porém, tudo depende da maturidade e do momento que o adolescente está vivendo. De qualquer forma, a participação da família é essencial. Bom trabalho!



18 de março de 2017

Absolvido

Postado em Educação | Tags:, , | Deixe seu comentário (0 comentários)

Após anos de acusações e  perseguições, finalmente a situação mudou. Provas cabais defenderam o réu e após muitas investigações, ele, finalmente e merecidamente, foi absolvido das acusações de levar à morte causando  aumento nos índices do colesterol, entupimento de  artérias e veias e outras coisinhas mais. E o melhor ainda, a virada de mesa foi grande, agora é considerado cidadão nobre e com excelentes recomendações.

Este senhor descrito acima, é nada mais nada menos que o OVO. Sim, ele mesmo. Aquele alimento que era abominado. Recomendava-se não ultrapassar dois por semana. Hoje, recomenda-se que faça parte das refeições diárias.

Em termos educacionais,   uma notícia me deixou feliz,  eu estava presente em uma das oficinas da nutricionista Karina Simas e ouvi, com alegria, que estudos recentes recomendam que o ovo seja ingerido pela manhã antes de iniciar os estudos pois as propriedades deste alimento estimulam a concentração e memória, logo altamente recomendado como parte integrante do café da manhã dos estudantes.

O ovo é fonte de proteínas e aminoácidos essenciais que  proporcionam uma série de benefícios para o desenvolvimento do cérebro, auxiliando na memória, na concentração e na melhora da depressão.

O café da manhã não precisa ser sempre igual, porém não deve ser pulado jamais.

cfe3c07f-8c8e-4558-af5c-4cb00fe8159e

 

 

 



Categorias

Tags

50 tonsA bela Adormecidaa deusa interiorA lei da Afinidadea vida nua e cruaABela e a Feraabraçoação do coraçãoácarosacusaçõesAdam J. Kurtzadaptação na escolaadjetivosadministrando o tempoadmirável mundo novoadolescentesaduboaeroportoAldous HuxleyalegriaAlemanhaalfabetizaçãoAlice no país das maravilhasalimentaçãoAlsacealternativasamareloamigosamor caninoamplemannanjoanjosAnorexiaansiedadeAntonio ManzioneAPAEapelidosaprendendo a esquiaraprendendo a falaraprendendo alemãoaprendendo portuguêsaprender alemãoaprender idiomas.aprender línguasaprender outra línguaAquarelaaromasAromaterapiaArquimedesarrumaçãoarrumarartigosAT Revistaatendimento ao telefoneatrasosatravessar a ruaatualizaçãoaula de história para criançasaula para criançasaulas de educação físicaaulas de inclusãoaulas para estrangeirossautismoavaliaçãoavaliaçõesaviãoazulbagunçabalançabalançobancosbanheiro. ida ao banheirobanho imersãobarreirasbarulhosbateriasbatonsBaváriabebêsBeethovenBela adormecidabem sucedidoBerlimBgbíbliabibliotecabilinguismoBilinguismo tv recordBilnguismoblog da Oxfordbolinho de chuvabolsaborboletabordadoBranca de neve modernabranquinhobrigaBriga entre irmãosbrincar de rodabrinquedosbruxasBulimiabullyingbuscar filho de pijamacabcabidescabrascachorrocafécafé da manhãcafé da tardecair e levantarcaixa eletrônicoCambridgecãmeras de segurançaCamõesCanyon BrasileirocapoeiraCarlos Drummond de Andradecarro erradocarro novocarro que não pegaCartacartascartõescasteloscelularcenourascérbrocérebrocertificadocervejaCésarcéucéu abertochá das cincocheiroschoque culturalchoroChristian BarbosaciclosCientistascinco sentidoscinquenta tons de cinzaclarãocoachingcoisas de mãecoisas quebrndo em casacolcha de retalhoscoleçãocomidacomo escolher uma escolacomo não esquecer das coisascompartilharcompetitividadecomplexocomprascompras coletivascompras onlinecompreender as mulheresComprometidaconcentraçãoconfraternizaçãocongressoconscienteconsistênciacontascontos de fadacontrole de pesocontrole remotoconversar com homensconvitesconvivência familiarcoordenação motoracorescorreiocorrer atráscorrupçãocortar-seCortellacozinhando em famíliacozinharcpflcrendicescriança choronacriançascrianças cristalcriando hamsterscriatividadecristalcríticacríticascrizeiroscromoterapiacrônicacrossing linesCruzeiroscruzesCrystal Symphonyculináriacurriculum vitaecurso de extensãocursoscursos extrascuttingCVdanças circularesdecorardefiniçãodeixa a vida me levarDemidepressãodesculpasdesempregodesmotivaçãodespedidadesvantagens do extrovertidodia das criançasdia das mãesdiáriodias de chuvadicasdicas para estágiodificuldades de aprendizagemdiplomaDislexiaDisneyditadoDivergentedois mesesdormirDownton AbbyDRDra Ellen BialystockDra Ellen BislystockEADeconomiaeducaçãoEle simplesmente não está a fim de vocêeleiçõeselevadorElizabeth Gilbertelogioelogiosem RomaEmagreceremoçõesemojisemoticonsempregadoempregávelempregoemprestar livrosenergia negativaenfurecer um estrangeiroensinarentrada em bancosentrevistaenvelhecerenvelhecimentoEric R Kandelerrorexerroserros. MalévolaervasEscola de princesasescolas bilinguesescolas públicasescorregadorescreverEspecialistasespiritismoesquiarestação de skiestacionar no conhecimentoestudando em casaestudarestudo do meioestudosEurekaexamesexchangeexemplosexercitarexpectativa de professoresexperiênciasExperimento de Rosenthalextroversãoextrovertidofalar com meninosfalta de tempofamíliafasesfatores motivacionaisfaxinaFEIfeijãofeijoadafeijõesfelicidadefériasFernando TorquatoferrofestaFGVficando independentefichasfilho pródigofilhosfilhos crescemfilhos e filhasfilhos e trabalhofilhos oufilhos saindo de casafilosofarfilosofiafim de anofinançasflashcardsflor azulfocofomeformigasfórmulasfrases para viagemfrustraçõesfurãogaleriagangorragarantido e caprichosoGardnerGato de CheshireGBgeléiagenéticageografiagestaçãogestão de pessoasgol begeGolemanGordon ShawgravidezgritosguaranáguardaGuimarães RosaGustavo Cerbasihábitoshábitos brasileiroshackerHarrodsHarry PotterHeidelbergHelen BuckleyHérculeshistóriahistória das pedrashistória em quadrinhoshistória recentehistórias de frustraçõesHofbrauhaushomenagemhora de dormirIçami TibaicebreakerimigraçãoimitaçãoimpostosimpulsoinclusãoinconscienteindigoinfânciainflaçãoInglaterrainsightinstintoInsurgenteinteligência emocionalintercâmbiointercâmbio em casaintercambistasinterdisciplinaridade.internetinvejainvestigaçãoirmãosIsaac NewtonItaimbezinhoItáliaJapãojardinagemJay AsherJeffersonianjogo de memóriajogos na educaçãojovenslanche saudávellanches escolareslaranjalatimleiituraleituralembranças da infâncialenda do porco espinholerLewis CarrollLi WEElição de casaliçõeslições para sempreLifelimiteslíngua estrangeiralinguagem de criançalinguagem familiarlínguaslivro e filmelivrosLondresLondres em um dialsaber erLuiz Alca de Sant`Annaluzes de natalM&Mmaçã azulmãemãe e filhamãesmais ou menosmalasmandalasmaniasmaquiagemmariposamassaMatemáticamaterial escolarmau olhadomedomedo de crescermedo de mãemedo de voarmemóriaMemorial do Holocaustomemorizarmeninos emeninasmensagens genéricasmentes criadorasMergulhomesencéfalometasmeteorosmétodo fônicométodos para aprender línguasMetrôMiamimiolomissão cumpridamitosmitos alimentaresmodamoedamotivando os filhosmotivating studentsmovimento escoteiroMozartmudançasmulheresmultilinguasmundo realMuniquemuromúsculosmuseuMuseu da Farmáciamúsica de fundonascerNatalnavionetflixneurologistasNeuschwansteinnighty nightninho vazioNomofobianotas baixasnotas escolaresnova línguanova ortografiaNova Yorknúmeroso que as mulheres queremo que queremOABobediênciaobras sociaisobrigações dos paisonlineONUOração de São Franciscoordem das coisasorganizaçãoorganização de tempoos 13 porquêsotimismooutonoovelha negraovopaispais e filhospalavraspalavras mágicaspãopapéispapo de mulherpapo modernoparábolasparquepassarinhopasseiopassos da elaboração de uma questãopassos de uma aulaPaulo CoelhoPaulo Freirepedraspenetrapensarperguntasperguntas na escolha da escolaperigospersonalidadepés de feijãopesquisasPeter Panpinoplanejamentosplanilhaplateaupoderpokemonpokemon gopolegarespontualidadepop-up dispenserPortugalpós estudosPprofissãoprancha de surfprazerprazospreconceitoprenúnciospresentepresentespresntepressaprimeiro dia de aulaprioridadesprojetoprovasprovérbio portuguêspsicólogosPuccapular corda.pulseiraquarto de adolescentesquartosQuestões do coraçãoquestões em brancoquintalranzinzarecados para uma filha; revelaçõesreceitareceitas de boloredaçãoredaçõesredes sociaisreforço positivorelacionamentosremédioresiliênciareunião de condomínioreunião de paisreunião pedagógica; Tarja Brancarevelaçõesrevisão de provaridículoritalinaRobert WongRoberto Shinyashikirodarolinho de lagostarotinarótulosruasala de esperasaudadesaudadessaúdeSavernesconesseduçãoseguradorasegurança na saída da escolaseleçãosemáforosementesSempre nas nuvenssentimentossentimentos negativosser felizsérieséries de tvsete anõesShawsilábicosimplicidadeskiarskypeslacklinesmatphonessolidariedadesonhossouvenirsSteve JobsStrasbourgsubwaysucessosuper proteçãoTaiwantamanho.bijuteriastarefa dos paistarefasTarja BrancaTDATDAHTEAtécnica para vencer o medotécnicas de aprendizagemtécnicas de despedidatecnologiatempotempo livretempo voaTerezinha Riosterrateste de aptidãotestestexto criativotextos perdidos.The Bilingualism ReaderThe walking deadtimidezTOCTony Bellottotopo da montanhatortastrabalhandotrabalho do professortrabalho em grupotrabalhos escolarestreinamentotreinamento para alegriatreinotrematributotrigotristezastudo passatvuma família grandeundergroundvantagemvantagens de ser bilinguevencendo a timidezVencendo o TDAHvencer o medoventiladorverbas.verdevermelhovestibular. estudarviagemviagem a Londesviajarvidavida de mulhervideo classvinagreviolãoviolênciaviolinovirusvisãovítimavivovizinhosvoovovósWashington Olivettowhat´s appwow

Arquivos